segunda-feira, 18 de julho de 2011

A filha da mãe natureza





Prezado amigo leitor e seguidor deste cantinho
deia um pulinho ao Recanto do Autores



E  confira a minha entrevista,
a qual só foi possível a graças a carinhosa presença  de cada um vocês neste meu cantinho magico do coração.






Junto á mãe natureza, eu sou uma filha muito feliz.

Não conheço nada mais gostoso de que ficar descalço em cima da terra úmida, e senti-la formigando debaixo dos meus pés. Sentar na grama verde e tocar nas coloridas e perfumadas flores campestres, ficando contando as suas pétalas.


Não conheço nada mais gostoso do que caminhar descalça até a beira do rio, entrar nele e sentir a água corrente passar por cima de meus pés, retirando a lama que neles estava grudada, sentindo o seu frescor da água que junto com a brisa do vento sinto acariciar meu rosto, me fazendo sentir leve que nem uma pluma. Aqui me sinto tão feliz que vou caminhando pelo rio adentro, deixando que suas águas me cobrirem por completo. Onde posso ver as pequenas areias, pedras, e peixinhos, todos de vários formatos, tamanhos e cores, cada um com sua aparência única.
 Não agüentando mais ficar com a minha cabeça debaixo da água, a levanto e sacudo os meus cabelos, onde posso sentir as gotas da água bater em minhas costas, dando a sensação de que são pingos de chuva.  
Com meu corpo e minha alma renovada, venho para a margem do rio, onde sento para olhar esta maravilha por outro ângulo. Então pego algumas pedrinhas redondinhas e ponho-me a brincar com elas e por alguns estantes volto a me sentir, uma menina de dois aninhos de idade, que acha graça na simplicidade das pequenas coisas, nas mais simples de todas.

Não existe nada mais gratificante do que subir uma montanha, abrindo uma trilha entre o mato e o verde das mais variadas arvores e o colorido das perfumadas flores silvestres.
Eu encontro trilhas muito estreitas, cada uma com a sua cor própria, preta, marrom e verde.
A trilha preta é por conta de muitos pés terem passado por aqui, a qual sobressai entre o colorido das flores silvestres, que teimam em nascer resistindo à falta do calor humano.
A trilha marrom tem menos tempo, pois as folhagens ainda estão secando, a qual sobressai entre a folhagem verde que cresce em busca do calor do sol para se  aquecer.
 A trilha verde foi feita recentemente, pois ainda chora pela vida que foi embora, por conta dos meus pés a ter pesado. Olho para ela e choro também pela dor que lhe causei. Eu queria ter asas para poder sobrevoar sobre ela sem a ferir, mas como não as tenho sofro com ela.
Ainda bem que eu sou a filha da natureza e não o sua criadora, porque é tão grande o meu amor que poderia colocar tudo a perder, ao ver um e outro ser, morrer. A verdade é que meu ser só consegue entender o viver e não o morrer. Só que tenho compreender e aceitar que é preciso morrer, para poder viver intensamente o amor. O qual, eu o sinto queimar dentro do meu coração ao sentir que não existe nada de mais simples, puro e belo, do que ter vida para vivê-la em constante harmonia junto cá  minha mãe natureza.
Pois foi dela que eu nasci e sobrevivi até hoje, por esta razão eu preciso aprender a amá-la muito mais do que a mim mesma, só assim que poderei encontrar a minha beleza espiritual.
 Subi até metade da montanha, meus pés estão empoeirados, minhas pernas doem, e minhas costas já não conseguem ficar mais retas. É quando eu avisto uma grande pedra arredondada um pouco mais acima, então eu me esforço mais um pouquinho, e me sento nela e estico as minhas pernas e meus braços, os quais batem no mato ao meu lado que me tirou sangue de um de meus dedos, ai... Mas ao ver umas deliciosas amoras pretas e vermelhas esqueço a dor que o espinho me fez sentir. As amoras pretas estão maduras e posso comê-las enquanto que as vermelhas estão verdes, e estas eu nem não posso tocá-las se não vou ficar doente.
Depois de um tempo de descanso e bem mais relaxada, posso escutar o canto dos passarinhos em seus ninhos, mas não os posso ver, porque estão voando acima das arvores e as folhas destas estão tampando a minha visão. Contudo, o seu som aquieta o meu coração, me fazendo sentir querida e muito amada por Alguém que não posso ver, mas sentir dentro do silêncio da montanha, sussurrando no meu ouvido bem baixinho me dizendo que não estou sozinha na solidão da montanha.
Firme e forte subo até ao topo da montanha, ergo meus olhos em direção ao céu azul, refletido pela luz do sol, fazendo contraste com o verde da montanha, com o colorido das flores dos campos, dos vales, das arvores e flores dos jardins nas planícies.
Ao ver toda esta maravilha de onde vim, meu espírito cria asas e se eleva ao céu, agradecendo ao meu criador, por tão grande e infinito é o seu amor.
Olho mais uma vez para o céu, aonde vejo surgindo pequeninas nuvens trazidas pela brisa do vento, tão branquinhas que até parecem algodão doce de tão fofinhas.  Aos poucos as nuvens vão se unindo umas as outras, formando pequenas formas no céu, tudo aquilo que a nossa mente possa imaginar.  Logo depois, elas vão perdendo a sua leveza, a cor branca vai se tornando cinza claro que vai escurecendo mais e mais até o céu ficar completamente escuro e pesado, fazendo cair fortes pingos de água que batem no meu corpo tão forte que dói.
Diante dos primeiros pingos de chova é hora de descer a montanha, mas antes eu olho para o horizonte e vejo uma linda cor amarela vindo de um pedacinho do céu azul que ainda não foi coberta pelas nuvens. Então com o meu olhar, sigo a luz que me leva em direção a outras lindas e destacáveis cores, é um lindo arco-íres saindo do rio indo até um lago de um jardim na planície, onde as suas cores iluminam meus olhos e aquecem meu coração, debaixo da chuva forte que cai sobre minha cabeça, esfriando meu corpo. Com isto eu decido descer correndo a montanha e junto comigo a chuva que cai, formando um riacho seguindo o seu destino até ao rio. Mas ao ver a água descer pela montanha a baixo, mais uma vez, eu volto a ser criança, e me ponho a correr junto com a água, para ver quem chega primeiro lá em baixo. Só que no meio do caminho eu desisti de acompanhar e decidi sentar-me de baixo de uma arvore onde fiquei até a chuva passar.
Enquanto isto, eu fiquei refletindo e senti, o quanto é linda a inocência e a pureza do coração de uma criança.
Depois que a chuva passou, eu voltei para o lugar de onde eu vim para te dizer que da terra eu fui extraída, junto a tudo que ela nos oferece por amor ao seu criador. Pois dela eu nasci e por ela eu vou morrer, para poder vir a viver a vida plena.

Sou filha da mãe natureza e do nosso Criador.

É em contato com ela que eu encontrei a minha paz.

 É em contato com sua beleza e seu calor que eu me sinto feliz.

 É junto dela que eu posso sentir a grandiosidade de seu amor.

É junto com ela que eu vou me encontrar comigo mesma.

É nela que eu encontro a alegria de viver a minha vida.

É a mãe natureza que me ajudará a criar asas tão fortes para voar até ao céu ao encontro de minha eternidade.

Sinto-me muito feliz, por ser a filha da mãe natureza, porque da terra eu sai e para ela eu vou voltar, para sempre poder amar o meu Criador com todo o fervor do meu amor.

31 comentários:

  1. Oi Amada, parabens pela conquista. Obrigada pelo carinho no meu bloguito. As ferias acabaram, ja estava com saudades de casa, rsrsr.
    Passei pra um alô rapidinho. Depois volto pra pegar o selinho.
    Bjs.

    ResponderExcluir
  2. Oi Maria Alice!
    Que post lindo, uma verdadeira homenagem a nossa bela natureza que nos faz sentir tão pequenos diante de sua grandeza.

    Beijão!

    ResponderExcluir
  3. Querida maria,boa noite!

    Peço desculpas,eu não consegui votar.Não encontrei o link.
    Suas palavras são um encanto,e com certeza, você é mais que vitoriosa.Beijo no coração.

    ResponderExcluir
  4. Oi Querida parabéns! vou já da uma olhadinha no link. Desejo uma ótima semana. Um Beijo grande!

    ResponderExcluir
  5. Maria Alice querida!
    Li sua entrevista e amei!!!
    Você é uma pessoa formidável, merece essa conquista. Estou feliz por ti. Parabéns!
    Grande abraço! Uma linda e abençoada semana.

    ResponderExcluir
  6. Maria Alice querida!
    Li sua entrevista e amei!!!
    Você é uma pessoa formidável, merece essa conquista. Estou feliz por ti. Parabéns!
    Grande abraço! Uma linda e abençoada semana.

    ResponderExcluir
  7. Olá amiga, que saudades de vir aqui. Fico feliz por ti e pelo que tens alcançado.

    Beijo :)

    ResponderExcluir
  8. Un blog precioso lleno de amor

    Saludos

    ResponderExcluir
  9. Obrigada pelo selinho! Gostei imenso deste texto, onde espraia mais uma vez a sua sensibilidade e arte de escrever! Bjs

    ResponderExcluir
  10. Драга пријателке ти честитам за наградата и ке го земам твојот печат. Многу убаво пишуваш,уживам кога ги читам твоите постови.
    Пријателски те прегрнувам

    Caro amigo Felicito o prêmio e terá sua marca. Escrita muito bom, eu gosto quando leio suas mensagens.
    Abraço amigável do

    ResponderExcluir
  11. Quem escreve com a voz do coração, escuta a voz de Deus!
    Acho linda esta frase e este teu lema Maria...

    Fui ler a entrevista agora e adorei saber mais sobre voce...acredita que nem sábia a sua nacionalidade?nem reparei se tem em algum lugar aqui no blog!

    Meu avó paterno também era portugues...linda terra portugal!

    Bem amiga!como te disse conte sempre comigo..levarei meus blogs mais devagar...por motivos particulares...mais estarei sempre por aqui!vou deixar o seu texto lá até o final da semana ainda...

    Te desejo muito sucesso!e quero ver o novo livro publicado logo heim?"A vida nossa de cada dia"

    assim que eu poder vou adquirir o livro:Dois jovens a procura da felicidade...pois estou curiosa para ler!

    Até mais!

    ResponderExcluir
  12. Lindo, lindo, a natureza é maravilhosa.

    Um bom dia.

    beijooo.

    ResponderExcluir
  13. Querida e amada!
    Quanta coisa linda vejo sempre por aqui neste seu cantinho!
    Obrigada por aquecer nossos coracoes!
    Sim Deus e nosso unico e verdadeiro amor,Ele nos ama, nos aceita como somos, mas tem o desejo de transformar-nos em seres humanos melhores! MAS NOS AMA TANTO!
    fKA NA PAZ!
    bJU
    MARLY

    ResponderExcluir
  14. Olá!

    Fico muito feliz por teres ganho o concurso de poesias. Parabéns!

    Fico muito feliz por ti:)

    Boa semana!
    Beijinhos da Formiguinha

    ResponderExcluir
  15. Alice, eu quem agradeço por você sempre estar em meu cantinho, minha cara! Aliás, adoro ler sua escrita. Peço que Deus continue te abençoando e te fortaleça nessa caminhada, que não é fácil mas muito gostosa de trabalhar, não é verdade?

    Sinta-se sempre iluminada, pois é assim que me sinto quando venho ao teu cantinho e me deparo com belas leituras e essa formosura de cores tão naturais!

    Um beijo, flor.

    ResponderExcluir
  16. olá querida passando para desejar-te um dia de muita iluminação.♥☆Jinhosssssssssssssss♥☆ no coração.

    ResponderExcluir
  17. Amiga parabéns!!!!!!!
    Estou com problemas na minha net, por isso a demora.
    Fiquei muito feliz por você.
    Agradecida pelas palavras carinhosas no meu cantinho.
    Beijos de borboletas.
    Lua.

    ResponderExcluir
  18. Oi querida Maria Alice,

    Vim agradecer a sua visita.
    Nossa foi tão gostoso receber você no meu cantinho, me trouxe muita alegria.
    Apareça sempre que tiver vontande e quando não tiver pode aparecer mesmo assim. Bjkas e um otimo começo de semana!!!

    ResponderExcluir
  19. Maria Alice Querida!

    Lindo seu blog! Parabéns!
    Doces palavras, brotam do coração!
    Obrigado pela visita, estou te seguindo!

    ResponderExcluir
  20. Merecido, parabéns...
    Tudo que vem da alma tem um lugar aqui...
    Beijo Lisette.

    ResponderExcluir
  21. Querida amiga, vim te dar os parabens pela bela vitória e fis um selinho para ti, espero que goste, elê esta no Avivar_Cel-2: http://avivar-cel-2.blogspot.com/
    Tudo de bom para ti, ganhaste porque tu mereceu.
    Bjos.

    ResponderExcluir
  22. Oi Maria Alice, parabéns!
    Já salvei o selinho, muito bonito por sinal.

    ResponderExcluir
  23. Maria Alice, parabéns pelo prêmio. Fiquei muito feliz com sua vitória. Postei o selinho q me ofereceste hoje. Muito lindo, obrigada. Muita paz!

    ResponderExcluir
  24. Oi Maria Alice.
    Já levei o selinho, obrigada e muito sucesso, com Jesus no coração!! Bjs.

    ResponderExcluir
  25. Oi Maria Alice, como esta querida?
    Acho que bem feliz né?
    Quero de parabenizar pelo premio, mas que merecido e pela bela entrevista, você e seu trabalho merecem todo o espaço que conseguir conquistar.
    Tô levando o meu selinho, não deu pra pegar antes, meu tempo tá meio louco.
    Um abraço e muita luz pra você.

    ResponderExcluir
  26. Passo por aqui, com alguns minutos de antecedência para desejar um Feliz Dia do Amigo, amiga blogueira premiada!
    bjs e parabéns pelo reconhecimento ao seu trabalho
    Sandra
    http://projetandopessoas.blogspot.com//

    ResponderExcluir
  27. Oi amiga!!!!!

    Vim agradecer seu carinho e matar a saudade deste cantinho tão fofo,
    Parabéns por esta conquista, vc merece!!!!!

    Bjuss

    Vani Helena

    ResponderExcluir
  28. Agradeço-lhe por haver me cativado com a sua maneira simples,
    com seu jeito sincero e tão amiga...Parabéns, este dia é todo para você.
    Obrigada pela sua amizade... Parabéns Pelo Dia do Amigo!!!

    Beijinhos com carinho...Fatima

    ResponderExcluir
  29. Bom dia!!

    Venho conhecer seu blog e saiu encantado!

    Muito bom estar aqui!
    Deixo meu beijo e desejo a vc um ótimo dia!

    Espero que possa vir e conhecer o Alma- meu blog!

    Beijo

    ResponderExcluir
  30. Preciosas imaxes e precioso texto dedicado á natureza.
    É o noso alimento por iso temos que cuidala e conservala.
    un abrazo.

    ResponderExcluir
  31. Feliz dia do amigo, e que Deus te ilumine sempre! Parabéns também pela conquista do Pena de Ouro!Beijocas!

    ResponderExcluir

Muito obrigado pela sua visita ao mundo mágico do coração!
Seja sempre muito bem vindo!
Volte sempre...
Abraço fraterno
Maria Alice

Deus é contigo

Recadoseglitters.com